Manifestar interesse Pedir contacto

Informação sobre o curso

  • Nível 2

  • Nível 2

  • Área de Formação

    Produção Agrícola e Animal

  • Referencial de Formação

    Operador de Máquinas Agrícolas

  • Conteúdos Programáticos

    Introdução
    Apresentação, expetativas e análise do programa
    (I) 2854 Código da estrada
    I.1 Princípios gerais de trânsito e de segurança rodoviária
    1. O sistema de circulação rodoviário
    2. Função da condução
    3. Sinalização
    4. Regras de trânsito e manobras
    I.2 Estado físico e psicológico do condutor
    1. Fadiga
    2. Medicamentos e substâncuia psicotrópicas
    3. Álcool
    I.3 Condutor e veículo
    1. Veículos agrícolas
    2. Constituintes dos veículos
    3. Pesos e dimensões
    4. Transporte de carga e passageiros
    5. Proteção do ambiente
    I.4 Condutor e outros utentes da via
    1. Comportamento a adotar pelo condutor face a: peões, veículos de duas rodas, veículos pesados, ultrapassagem, ângulos mortos, distância de segurança
    2. Comportamento cívico
    3. A condução defensiva
    4. Comportamento face a acidente
    I.5 Condutor, via e outros fatores externos
    1. Trânsito dentro de localidades
    2. Condução noturna
    I.6 Disposições gerais
    1. Habilitação legal para conduzir
    2. Responssabilidade
    (II) 2853 Trator e máquinas agrícolas – constituição, funcionamento, manutenção e regulação
    II.1Mecânica e manutenção
    1.Tipos de tratores
    2. Motor térmico diesel, a gasolina e de dois tempos
    2.1. Constituição básica
    2.2. Sistemas
    3. Sistema de alimentação de ar
    3.1. Constituição, limpeza e mudança de filtros, verificação de folgas
    4. Sistema de alimentação de combustível
    4.1 Constituição, limpeza e mudança de filtros, purga e atesto
    5. Sistema de refrigeração
    5.1 Constituição, verificação de níveis, limpeza, substituição do líquido de refrigeração, verificação e substituição de peças
    6. Sistema de lubrificação
    6.1 Constituição, escolha do lubrificante, verificação do nível de óleo, substituição de lubrificantes e de filtros, substituição das juntas
    7. Sistema elétrico
    7.1 Constituição, limpeza da bateria, verificação do nível do eletrólito, substituição da bateria e das lâmpadas, verificação do alternador e motor de arranque, verificação e substituição de fusíveis
    8. Embraiagem
    8.1 Tipos e funções
    8.2 Pedal da transmissão e alavanca da TDF, afinação de folgas
    9. Sistema de Transmissão
    9.1 Constituição, verificação de níveis de óleo, substituição de óleo e filtros, bloqueio do diferencial, caixa de velocidades
    10. Travões
    10.1. Constituição, pedal de serviço, travagem individual das rodas, alavanca de estacionamento, afinação de travões
    11. Pneus
    11.1. Tipos, resistência, lastragem do trator, variação de bitola, verificação de estado e pressão dos pneumáticos
    12. Acelerador
    12.1. Pedal de condução e alavanca de condução
    13. Sistema e comandos hidráulicos
    13.1. Sistemas e circuitos hidráulicos
    13.2. Comandos do elevador hidráulico de 3 pontos, comandos dos cilindros hidráulicos externos
    14. Direção
    14.1. Componentes, tipos, folgas e ângulos
    15. Lubrificação com massa
    15.1. Lubrificação dos pontos com copos de massa
    16. Painel de instruções e posto de condução
    16.1. Comandos, luzes piloto, indicadores analógicos e digitais, tractómetro
    16.2. Volante de direção, regulador do assento, cabine, caixa de ferramentas, caixa de primeiros socorros, estruturas de segurança
    II.2Engate e regulações comum de alfaias
    1. Nomenclatura dos componentes exteriores do hidráulico
    2. Processo e método de engate e regulação das alfaias ao trator, veios telescópicos
    3. Engate de alfaias acopladas aos três pontos do hidráulico
    4. Engate de alfaias semi-rebocados e rebocadas
    II.3Limpeza e manutenção
    1. Limpeza, lavagem e manutenção do trator
    2. Limpeza e manutenção do atrelado
    3. Apertos e reapertos
    II.4Segurança, higiene e saúde na utilização do trator e de máquinas agrícolas
    1. Legislação de SHST, normas de segurança, sinalização, ruído e movimentação manual de cargas
    2. SHS na manutenção e conservação do trator
    3. SHS no engate e desengate de máquinas ao trator
    4. SHS na montagem e desmontagem de máquinas ao trator
    (III) 2855 Condução do trator com reboque e máquinas agrícolas
    III.1Condução do trator
    1. Conhecimento e adaptação ao veículo
    2. Técnicas de condução do trator agrícola
    2.1. Ponto morto e embraiagem, estabilização de velocidade
    2.2. Condução em linha recta - marcha para a frente e para trás, lenta e rápida
    2.3. Condução em curva - marcha para a frente, para trás e aproximação a alfaias
    2.4. Condução lenta, em patamar, em subida e em descida
    2.5. Condução em rotundas, cruzamentos e entroncamentos, contorno de obstáculos
    2.6. Travagem para parar com precisão, travagem de emergência
    2.7. Mudança de direção, inversão de marcha, estacionamento
    III.2Condução do trator com reboque
    1. Técnicas de condução do conjunto trator/reboque e semi-reboque/máquina agrícola montada
    1.1. Condução em linha recta - marcha para a frente e para trás
    1.2. Condução em curva - marcha para a frente e marcha para trás
    1.3. Condução lenta, em patamar, em subida e em descida
    1.4. Condução em rotundas, cruzamentos e entroncamentos, contorno de obstáculos
    1.5. Atrelagem ou desatrelagem do reboque ou semi-reboque ao veículo
    1.6. Travagem para parar com precisão, travagem de emergência
    1.7. Mudança de direção, inversão de marcha, estacionamento
    2. Boas práticas de SHS na condução, operação e atrelagem/desatrelagem de reboques e semi-reboques e outras máquinas agrícolas
    (IV) 2858 Processos e métodos de mobilização do solo
    IV.1Processos e métodos de mobilização do solo
    1. Mobilização manual e mecânica do solo
    2. Processos de mobilização dos solos - Lavouras, gradagens, escarificações e fresagens
    3. Máquinas de mobilização dos solos - Charruas, grades, escarificadores, fresas e outros
    3.1. Tipos, constituição e funcionamento
    3.2. Regulações/afinações
    3.3. Manutenção/conservação e pequenas reparações
    3.4. Boas práticas de SHS nas operações de mobilização do solo e de regulação/afinação e manutenção/conservação das máquinas
    (V) 6280 Processos e métodos de sementeira e plantação
    V.1Processos e métodos de sementeira e de plantação do solo
    1. Tipos de sementeira e de plantação - a lanço e em linhas
    1.1. Densidade de sementeira e de plantação
    1.2. Cálculos de sementeira e de débitos
    2. Semeadores/distribuidores - tipos, constituição e funcionamento
    3. Plantadores - tipos, constituição e funcionamento
    4. Rolo - tipos, constituição e funcionamento
    5. Regulação e afinação de semeadores/distribuidores, plantadores e rolos
    6. Manutenção, conservação e pequenas reparações de semeadores/distribuidores, plantadores e rolos
    7. Boas práticas de SHS nas operações de sementeira e de plantação, de regulação/afinação e manutenção/conservação das máquinas
    (VI) 2859 Processos e métodos de correção / fertilização do solo
    VI.1Processos e métodos de correção / fertilização do solo
    1. Adubos, fertilizantes e corretivos
    1.1. Classificação, características dos adubos, corretivos orgânicos e minerais
    2. Correções de um solo - ph, matéria orgânica e fertilidade
    3. Colheita de amostras para análise da fertilidade dos solos
    4. Drenagem - importância e sistemas, importação de solos de outros locais
    5. Máquinas de distribuição de estrume, de chorume, de calcário e de adubos
    5.1. Tipos, constituição e funcionamento
    5.2. Regulações e afinações
    5.3. Manutenção, conservação e reparação de pequenas avarias
    6. Normas e técnicas de aplicação, cálculo de adubações e de adubos
    7. Integração das correções com a mobilização do solo
    8. Boas práticas de SHS nas operações de correção e fertilização, de regulação/afinação e manutenção/conservação das máquinas
    (VII) 6281 Processos e métodos de proteção fitossanitária e de aplicação de produtos fitofarmacêuticos
    VII.1Princípios gerais de proteção das culturas
    1. Meios de proteção das culturas - controlo de doenças, pragas e infestantes
    1.1. Luta biológica
    1.2. Luta cultural
    1.3. Luta genética
    1.4. Luta biotécnica
    1.5. Luta química
    2. Proteção integrada
    2.1. Evolução da proteção das plantas
    2.2. Legislação específica
    2.3. Princípios gerais de proteção integrada
    2.4. Estimativa do risco e modelos de previsão
    2.5. Nível económico de ataque (NEA)
    2.6. Tomada de decisão
    2.7. Luta química - Seleção de produtos fitofarmacêuticos
    2.8. Registo dos tratamentos realizados (caderno de campo)
    3. Produção integrada
    3.1. Princípios da PRODI
    3.2. Estratégia de produção
    3.3. Principais técnicas de produção
    3.4. Regulamentação e registos
    4. Agricultura biológica
    4.1. Princípios gerais
    4.2. Regulamento Comunitário relativo à Agricultura Biológica
    VII.2Segurança na utilização de produtos fitofarmacêuticos, sistemas regulamentares e redução do risco
    1. Produtos fitofarmacêuticos
    1.1. Definição de produto fitofarmacêutico
    1.2. Classificação química
    1.3. Modos de ação
    1.4. Formulação
    2. Sistemas regulamentares dos PF
    2.1. Homologação dos produtos fitofarmacêuticos
    2.2. Produtos ilegais - sua identificação
    2.3. Distribuição, venda e aplicação
    2.4. Gestão de resíduos de embalagens e de excedentes
    2.5. Outra legislação aplicável ou complementar
    3. Segurança na utilização dos produtos fitofarmacêuticos
    3.1. Aspetos toxicológicos inerentes à manipulação e aplicação dos produtos fitofarmacêuticos
    3.2. Símbolos toxicológicos e ecotoxicológicos
    3.3. Informação e leitura do rótulo
    3.4. Equipamento de proteção individual (EPI)
    3.5. Relação entre o EPI e as diferentes características dos produtos fitofarmacêuticos
    3.6. Sintomas de intoxicação com produtos fitofarmacêuticos
    4. Redução do risco no manuseamento e aplicação de produtos fitofarmacêuticos
    4.1. Verificação das condições de trabalho, condições atmosféricas, material de aplicação a utilizar, leitura do rótulo
    4.2. Cuidados com a preparação da calda
    4.3. Noção de dose e de concentração da calda
    4.4. Utilização do EPI correto
    4.5. Boas práticas de segurança e saúde no trabalho
    5. Redução do risco para o ambiente, espécies e organismos não visados
    5.1. Impacte no ambiente do uso de produtos fitofarmacêuticos
    5.2. Riscos para as espécies e os organismos não visados resultantes da aplicação dos produtos fitofarmacêuticos
    5.3. Preparação da calda
    5.4. Eliminação de excedentes de calda
    5.5. Lavagem do equipamento de aplicação
    5.6. Gestão de embalagens e produtos obsoletos
    5.7. Boas práticas de segurança e saúde no trabalho
    6. Redução do risco para o consumidor
    6.1. Noção de resíduo
    6.2. Limite Máximo de Resíduo
    6.3. Intervalo de segurança
    6.4. Exposição do consumidor e cumprimento das indicações do rótulo
    6.5. Controlo de resíduos
    VII.3Máquinas de aplicação de produtos fitofarmacêuticos e técnicas de aplicação
    1. Máquinas de aplicação - pulverizadores, atomizadores e polvilhadores
    1.1. Tipos, constituição e funcionamento
    1.2. Equipamentos combinados de mobilização, sementeira e tratamento fitossanitário
    1.3. Critérios para a seleção das máquinas de aplicação
    1.4. Engate das máquinas ao trator e regulações comuns
    1.5. Inspeção do equipamento e verificação do estado de funcionamento
    1.6. Técnicas de calibração e regulação das máquinas de aplicação
    1.7. Limpeza, conservação e manutenção do material de aplicação
    1.8. Operações de engate ao trator e regulação, de calibração e regulação de máquinas de aplicação e de limpeza, conservação e manutenção
    1.9. Boas práticas de segurança e saúde no trabalho
    2. Preparação da calda e técnicas de aplicação
    2.1. Cálculo de doses, concentrações e volumes de calda com herbicidas, inseticidas, fungicidas e outros produtos fitofarmacêuticos
    2.2. Preparação da calda
    2.3. Técnicas de aplicação
    2.4. Arrastamento da calda
    2.5. Cuidados com o equipamento após aplicação
    2.6. Eliminação de excedentes de calda e de embalagens
    2.7. Operações de aplicação de PF
    2.8. Boas práticas de segurança e saúde no trabalho
    VII.4Armazenamento, transporte e acidentes com produtos fitofarmacêuticos
    1. Armazenamento e transporte de pequenas quantidades de produtos fitofarmacêuticos
    1.1. Condições e características dos locais de armazenamento de produtos fitofarmacêuticos
    1.2. Perigos e segurança durante o armazenamento. Sinalização.
    1.3. Perigos e segurança no transporte de pequenas quantidades de produtos fitofarmacêuticos
    2. Acidentes com produtos fitofarmacêuticos
    2.1. Prevenção de acidentes
    2.2. Acidentes de trabalho
    2.3. Medidas de primeiros socorros
    Avaliação
    Avaliação de aprendizagem
    Provas de avaliação
    Exames de código e de condução
    Avaliação de reação / encerramento

Manifestar interesse Pedir contacto